28/09/19 | 11:43
Prefeitura recebe missão internacional para tratar sobre a segunda fase do Prourbis

Com previsão para iniciar a segunda fase do Programa de Desenvolvimento Urbano e Inclusão Socioambiental de Manaus (Prourbis II) no ano que vem, beneficiando áreas do Centro e da zona Leste, a Prefeitura de Manaus recebeu esta semana mais uma missão internacional de consultores estrangeiros para tratar sobre o Manual Operativo do Programa.

“Queremos promover uma grande urbanização no Centro e darmos continuidade ao que iniciamos na zona Leste, levando dignidade para centenas de família, como moradia popular e ruas totalmente urbanizadas”, explicou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

A comitiva foi recebida por técnicos do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). Para o coordenador executivo do Prourbis II, arquiteto Leonardo Normando, a missão faz parte dos preparativos para início das transformações propostas e discutidas em consultas públicas.

Integravam a missão, técnicos e especialistas do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), com destaque para elaboração e revisão de projetos, urbanismo tático, paisagismo, entre outros. Também participaram dos trabalhos consultores do consórcio Base, Embya e Geasa, que darão apoio ao Prourbis II.

O Prourbis II tem como foco promover o desenvolvimento integrado, sustentável e inclusivo de Manaus a partir de áreas de intervenção com múltiplas obras, cujo valor é de US$ 112,5 milhões, sendo US$ de aporte do BID e US$ 30 milhões pela AFD. A Prefeitura de Manaus entra com a contrapartida de US$ 22,5 milhões.

Na página do Implurb (implurb.manaus.am.gov.br) é possível consultar o Relatório de Avaliação Ambiental e Social e o Marco de Gestão do programa.

Continuação

Na primeira fase do Prourbis, foram entregues 214 unidades habitacionais em quatro residenciais, além de reformulação, revitalização e melhoria de infraestrutura e serviços públicos no Jorge Teixeira, incluindo as comunidades Arthur Virgílio e parte do João Paulo.

Segundo o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Claudio Guenka, o objetivo é apresentar um mapa do Prourbis II e dar sequência ao cronograma e ajustes necessários para o início das obras