Notícias

Prefeitura de Manaus aprova projeto de reforma da sede do Implurb, no bairro Compensa

Prefeitura de Manaus aprova projeto de reforma da sede do Implurb, no bairro Compensa

Para atender demandas gigantes e crescentes de uma cidade com mais de 2,3 milhões de habitantes, a Prefeitura de Manaus tem como diretriz transformar a capital em uma referência para atração de novos negócios e de porte global. E, para atingir essa missão, uma das prioridades é o investimento em tecnologia, infraestrutura e prestações de serviços.

Com 20 anos de criação, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) é fundamental para a construção da Manaus do futuro e, na gestão do prefeito David Almeida, passará por algumas transformações.

Duas décadas depois, a sede da autarquia passará pela primeira obra, ganhando uma reforma que vai permitir a ampliação de serviços, melhoria no atendimento ao público e mudança nos sistemas internos e de tecnologia para seguir na dianteira da melhoria dos parâmetros urbanísticos.

Em 2023, está prevista a reforma do prédio do instituto, localizado na avenida Brasil, ao lado da sede da prefeitura, no bairro Compensa, com previsão de aumento de área em 700 metros quadrados. A edificação, que antes era uma quadra de esporte, deu lugar à antiga Empresa Municipal de Urbanização (Urbam), extinta em 2003. Dos atuais 1.719 metros quadrados de área construída, após a obra, a sede terá 2.449 metros quadrados.

A reforma teve aprovação de recursos do Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano (FMDU), feito pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento Urbano (CMDU), e o projeto passará por processo licitatório em 2023.

“A dinâmica do Implurb teve seus serviços ampliados e o imóvel necessita de uma reforma e um trecho de ampliação. O projeto inclui a criação de áreas para abrigar os conselhos urbanos, acomodações mais adequadas para dar vazão ao atendimento das ações urbanas e melhor atendimento aos requerentes, incluindo espaços de convivência. Terá roupagem nova, mais moderna e arquitetonicamente integrada ao prédio principal da prefeitura”, explicou o diretor de Planejamento Urbano, arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro.

A reforma inclui ainda novo mobiliário, levando em conta os princípios de economicidade, responsabilidade e eficiência, além das adaptações de acessibilidade universal.

O projeto, desenvolvido por equipe do Implurb, prevê ampliação de áreas de diretoria e administração, além do atendimento, levando em consideração o alinhamento do complexo de edifícios no lote, ganhando ainda salas de reuniões para os conselhos e áreas comuns para os funcionários e colaboradores.

A proposta prevê um pórtico de entrada, dando ao Implurb uma identificação e personalização, aumentando as áreas envidraçadas, o que reduz o consumo de energia durante o dia, aproveitando mais a luz natural.

A reforma cria ainda a otimização para recursos de energia, água e espaços mais sustentáveis, com previsão de reuso e iluminação em LED. O prazo de execução da obra é entre 12 e 14 meses.

Notícias relacionadas

Pesquisa Avançada

Utilize esta ferramenta para encontrar notícias de seu interesse